REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda <p align="justify">A <strong>Revista de Contabilidade Dom Alberto</strong> (<a href="https://portal.issn.org/resource/ISSN/2317-6148#" target="_blank" rel="noopener">ISSN 2317-6148</a>), com periodicidade de publicação semestral, é uma iniciativa das Coordenações de Pós-Graduação e Publicação, e do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade Dom Alberto, de Santa Cruz do Sul/RS. O seu foco temático é publicar artigos inéditos em Contabilidade e Controladoria sobre temas que contribuam para a ampliação das reflexões, proporcionando a troca de informações atuais sobre as áreas de interesse da revista.</p> pt-BR revistas@domalberto.edu.br (Juliana Machado Fraga) setordeti@domalberto.edu.br (Setor de TI) Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 OJS 3.1.2.1 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 A visão dos acadêmicos do curso de ciências contábeis da UFSM em relação às principais alterações da reforma trabalhista https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/575 <p>A reforma trabalhista, Lei n. 13.467/17 veio com objetivo de amenizar as relações entre empregado e empregador, mas acabou resultando em um ambiente de insegurança jurídica. O empregado, parte mais frágil da relação, era quem tinha mais dúvida e medo de como ficariam seus direitos e suas obrigações. As notícias ressaltavam esse receio e a indignação do empregado em relação a essas mudanças. Nesse contexto, formulou-se a seguinte questão-problema para responder este paradigma: Qual a visão dos acadêmicos do curso de Ciências Contábeis da UFSM, trabalhadores regidos pela CLT, em relação às principais mudanças ocorridas com a reforma trabalhista em 2017? Assim, o presente estudo teve como objetivo geral identificar, através de questionário aplicado aos acadêmicos do respectivo curso, a visão destes em relação às principais mudanças ocorridas com a reforma trabalhista. A pesquisa, quanto aos objetivos, foi considerada descritiva e utilizou-se as técnicas de pesquisa documental e de levantamento. Quanto aos procedimentos técnicos, utilizou-se a coleta de dados através da aplicação de questionário aos acadêmicos, abordando o problema de forma qualitativa e quantitativa. Os dados coletados foram tabulados no <em>Microsoft Office Excel</em>, analisados e transcritos em tabelas e figuras. Verificou-se que mais de 80% das mudanças apresentadas, pela avaliação dos acadêmicos, foram aprovadas, demonstrando o resultado favorável do estudo. Destaca-se que a alteração com maior índice de aprovação foi a de Teletrabalho ou <em>Homeoffice</em>, e a Terceirização foi a mais rejeitada pelo público respondente.</p> Juliani Karsten Alves Copyright (c) 2021 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/575 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 Contabilidade Rural: Avaliação Econômica de um sistema de produção leitura em confinamento https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/579 <p>A constante necessidade de alta produtividade na atividade rural faz com que os produtores fiquem atentos às técnicas inovadoras de criação de gado e produção leiteira. Uma dessas formas é o confinamento Compost Barn. O alto investimento em imobilizado levanta a problemática sobre a rentabilidade e o retorno do investimento necessário para aquisição desta nova sistemática produtiva. Diante disso, neste estudo objetivou-se analisar a rentabilidade dos investimentos a partir do confinamento de gado para a produção de leite. Para atingir tal objetivo a pesquisa classifica-se como aplicada, quantitativa e descritiva. A coleta dos dados utilizou-se de pesquisa documental e entrevista com o proprietário da propriedade rural. A unidade de análise corresponde a uma propriedade rural localizada no noroeste do Rio Grande do Sul. No estudo identificou-se os custos incorridos na construção da estrutura destinada ao confinamento de gado leiteiro na propriedade em análise, possibilitando a mensuração do lucro da atividade leiteira antes e depois da construção da estrutura destinada ao confinamento. A partir da análise dos resultados verificou-se que o investimento com a implantação do compost barn possui uma boa rentabilidade, tendo em vista que fora analisado num cenário econômico atualmente ainda desfavorável. O estudo apresenta contribuições para a propriedade pesquisada e propriedades rurais semelhantes que exercem a atividade leiteira, evidenciando a importância da contabilidade rural. A pesquisa limitou-se apenas a atividade leiteira da propriedade rural que também executa outras atividades rurais de menor representatividade. Para estudos futuros sugere-se analisar a rentabilidade do confinamento de novilhas desde o nascimento até a lactação.</p> Cristiane Krüger, Juliano Carlos Raddatz, Lizana Ilha da Silva, Diego Goldschmidt, Nivaldo Zumba Copyright (c) 2020 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/579 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 Influência de Características dos contadores na classificação de provisão e passivo contingente https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/581 <p>Embora haja definição dos critérios para classificação de provisões, a norma contábil vigente abre espaço para questionamentos, visto que não especifica o que deve ser suficiente para provar uma saída do recurso e nem o que é suficiente para saber se o valor estimado é confiável ou não. O objetivo deste artigo foi verificar características demográficas dos contadores que influenciam na tomada de decisão referente situações que envolvam classificação de passivos contingentes e provisões. Trata-se de uma pesquisa quantitativa, aplicada, descritiva. Para realização deste trabalho aplicou-se um questionário com contadores catarinenses. A amostra de pesquisa totalizou 47 participantes vinculados à FENACON. Foram coletados dados das características demográficas dos respondentes, que foram submetidos situações em que deveriam classificar cenários apresentados de ações trabalhistas contra as empresas em que atuam em passivos contingentes ou provisões. Os resultados indicam que os contadores respondentes desta pesquisa apresentaram entendimento sobre passivos contingentes e provisões divergentes das normas contábeis, mais especificamente o Pronunciamento Técnico (CPC) 25. A partir da análise dos dados obtidos, foi possível também verificar que algumas características demográficas têm forte influência nas escolhas de classificação sobre provisão e passivo contingente, e outras não afetam essa decisão.&nbsp; Espera-se que esta pesquisa contribua ao apresentar dissonâncias entre o entendimento dos contadores e às normas contábeis vigentes, e possivelmente indicar a necessidade de maior discussão sobre a referida norma.</p> Ulisses de Sousa, Ernando Fagundes, Rodrigo Rengel Copyright (c) 2020 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/581 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 Custos de Carve-outs são discutidos? https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/580 <p>Os carve-outs, que são uma das variadas opções de desinvestimento, possibilitam às empresas focarem em seus negócios centrais e empreitarem projetos financeiros atrativos. Para serem executados, contudo, eles implicam em custos que geralmente são significativos e equivalentes a mais de três vezes o custo de uma cisão. Nesse sentido, este estudo teve o objetivo de averiguar se os custos constituem objeto central de investigação da produção científica de carve-out. A partir de indicadores básicos de produção científica, de leis bibliométricas e de indicadores de ligação, foram mapeadas as características da literatura de carve-out. Os resultados globais deste estudo bibliométrico sugerem que: as discussões do tema ficaram concentradas no período 1995-2003; os periódicos <em>Mergers &amp; Acquisitions Journal</em> e <em>Financial Management</em> compõem o grupo núcleo <em>(core)</em> com mais publicações do tema; as principais palavras-chave são relacionadas à descrição dos carve-outs; Sikora é o autor mais produtivo; e quase metade dos artigos foi escrita por mais de um autor. Identificou-se ainda nesta pesquisa que os custos não constituem o foco central das pesquisas e que os autores que publicaram sobre custos de carve-out têm uma rede de coautorias estreita. Dessa maneira, a elaboração de parcerias pode integrar os custos à pesquisa de carve-out.</p> Juliana Ventura Amaral Copyright (c) 2020 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/580 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 Apuração do custo de produção de tortas e análise da margem de contribuição como auxílio à tomada de decisão: um estudo de caso em uma confeitaria de Venâncio Aires https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/578 <p>O presente artigo objetivou apurar os custos de produção de tortas através do método de custeio por absorção e efetuar análises e projeções a partir da margem de contribuição de uma empresa de pequeno porte do ramo de confeitaria, localizada em Venâncio Aires - RS, a fim de auxiliar o processo de tomada de decisão. A metodologia caracteriza-se como um estudo de caso de natureza aplicada e explicativa, com abordagem qualitativa e quantitativa, feita por meio de entrevistas semiestruturadas e análise documental. A amostra foi selecionada com base em dois critérios: as tortas mais vendidas e as que a administradora possuía mais interesse em conhecer o custo produtivo. Para tanto, foram realizadas visitas de campo à empresa, visando acompanhar o processo e coletar dados. Os resultados apontam que a Torta de Bolacha com Doce de Leite e Nozes (16 fatias) possui o custo unitário mais expressivo e a mais vendida é a Bananoffe (16 fatias), a qual tem a margem de contribuição mais relevante. Por fim, realizou-se um comparativo entre as projeções pessimista, real e otimista, onde constatou-se que, caso o preço fosse reduzido, a demanda aumentaria em 87,50% e a receita cresceria 60%, admitindo uma margem de contribuição menor. Por outro lado, havendo uma redução na quantidade vendida, no preço de venda e, também, na margem de contribuição, a receita diminuiria 33%.&nbsp;</p> Eloísa Konzen, Rodrigo Rabuske Copyright (c) 2020 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/578 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 Custos de produção do tabaco: estudo de uma propriedade familiar do município de candelária https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/577 <p>O presente artigo discute os custos de produção da cultura do tabaco, a partir de dados coletados de um produtor rural do interior do município de Candelária (RS). A pesquisa teve como objetivo descrever as diversas fases da produção e calcular todos os custos da implantação da lavoura de seis hectares, desde o preparo até a comercialização. A metodologia usada neste trabalho é de cunho qualitativo, com ênfase na pesquisa descritiva, em que a propriedade foi escolhida por conter a cultura do tabaco e ter disponíveis notas e comprovantes dos insumos gastos com o tabaco, sendo feito um estudo de caso. Os dados foram coletados em entrevistas com o produtor, e dos documentos por ele apresentados. Esses dados foram tabulados e analisados. Como principais resultados, foram apresentadas todas as fases da produção, e apontados os custos que o produtor teve em cada uma delas, além do custo total da lavoura na safra 2018/2019.</p> Djeison Alexandre Stoeckel, Milton Schneider Copyright (c) 2020 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/577 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300 Análise do uso de ferramentas gerenciais: um estudo na gestão de propriedades produtoras de tabaco no sul do brasil https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/576 <p>O presente estudo objetivou analisar a percepção dos produtores de tabaco, dos 30 municípios do sul do Brasil que mais produziram tabaco na safra 2019/2020, em relação à utilização de ferramentas gerenciais na gestão da propriedade. A metodologia caracteriza-se como pesquisa exploratória com abordagem descritiva e quantitativa, feita por meio de entrevistas estruturadas com perguntas fechadas de múltipla escolha e questões com escala lickert. Os dados foram obtidos através de aplicação de questionário, organizado em três blocos. O questionário foi aplicado com o apoio de 29 orientadores agrícolas, no período de 30 de março e 12 de maio de 2021, e obteve a participação de 296 produtores. Os resultados obtidos revelaram que apesar dos produtores entenderem que a utilização de práticas gerenciais no desempenho de suas propriedades é moderadamente importante a importante, apenas 18,9% dos produtores pesquisados utilizam a prática gerencial para subsidiar a gestão da propriedade, onde para os 81,1% que não a utilizam, o principal motivo está atrelado a falta de conhecimento frente ao que a contabilidade e as ferramentas gerenciais podem proporcionar na gestão de negócios das pequenas propriedades.</p> Rafaela Beatriz Scherer, Rodrigo Rabuske Copyright (c) 2020 REVISTA DE CONTABILIDADE DOM ALBERTO https://revista.domalberto.edu.br/revistadecontabilidadefda/article/view/576 Qua, 09 Dez 2020 00:00:00 -0300